Produtos e Serviços Profissionais Casas de Repouso

blog 60 mais ativa

Informação, dicas e novidades sobre o mundo da maturidade para você

Corpo e Mente
postado 02.04.2013 às 12:00 por Wilson Garves
Compartilhe

RESPIRAÇÃO: por que devemos dar atenção?

RESPIRAÇÃO: por que devemos dar atenção?
Antes de iniciar sua leitura, que tal uma rápida observação:

-  Como você está respirando neste exato momento? 
-  Com que facilidade você percebe o ar entrando pelo nariz, indo até os pulmões?
-  Que partes do seu corpo se movimentam enquanto você respira?


Essas perguntas podem parecer um pouco estranhas; afinal, é de se supor que nada de errado esteja acontecendo com sua respiração, e que estamos vivos. Porém, mais do que estarmos vivos, dependendo da qualidade com que respiramos podemos ou não fazer frente a inúmeros desconfortos.

Este é um assunto estudado há milênios pela yoga indiana, porém muito pouco difundido e compreendido por nós do Ocidente. Assim, com o intuito de melhorar as condições de nossa saúde física e psíquica, é bastante relevante entendermos melhor esse ato aparentemente tão simples, que é respirar.

E você já parou para perceber como nossas emoções estão condicionadas pela respiração? Isso é o que afirma Paul Wilson, um consultor estratégico de algumas grandes empresas americanas e fundador do Calm Centre, um centro que reúne psicólogos, terapeutas e artistas que procuram discutir e disseminar ideias relacionadas à “calma”.
Em seu livro Calma no trabalho, publicado em 1997, ele apresenta dados muito interessantes, mostrando o que acontece com a respiração de um indivíduo quando ele se encontra em diferentes estados emocionais.

Veja a tabela a seguir:

  Extremamente nervoso Nervoso Normal Calmo
Respirações por minuto 35-40 20-28 12-18 6-8
Volume de ar inalado a cada respiração (ml) 170-150 300-215 500-530 1000-750
Ar viciado expelido por minuto (ml, aproximado) 100 2400 4200 5100
Ar viciado retido por minuto    (ml, aproximado) 5900 3600 1800 900
 
De acordo com a tabela podemos afirmar que a respiração de uma pessoa tensa ou com raiva é sem profundidade. Dessa forma seu organismo sentirá necessidade de aumentar a frequência respiratória a fim de obter quantidade suficiente de O2 para os pulmões. Mas com o movimento respiratório rápido, essa pessoa não consegue expirar o ar viciado dos pulmões, dando início a uma reação fisiológica estressante em cadeia, aumentando sua tensão.

Fisiologicamente o padrão de um indivíduo tenso se dá da seguinte forma:
-  Pouco oxigênio e grande quantidade de dióxido de carbono (toxinas) na corrente sanguínea. Isso irá provocar constrição dos vasos sanguíneos de todo o corpo e trará como consequências aumento de pressão arterial e diminuição de oxigênio no cérebro. Resultado: sentimentos de tensão e nervosismo.

Por outro lado, numa pessoa calma e relaxada vemos o seguinte funcionamento fisiológico:
-  A respiração é lenta, rítmica e profunda. Dessa forma há mais oxigênio e menor quantidade de dióxido de carbono na corrente sanguínea. Consequência: mais sangue rico em oxigênio irrigando o cérebro, o que proporcionará maior liberação de endorfinas (hormônios tranquilizantes).

Assim, se queremos respirar de forma lenta, rítmica e profunda devemos aprender a respirar corretamente. Dominando a respiração você será capaz de minimizar as consequências de qualquer pressão externa. No entanto, os hábitos corporais não se alteram da noite para o dia.

A fim de colaborar no desenvolvimento de sua sensibilidade respiratória, lançamos no mês de fevereiro deste ano um CD de áudio com orientações e dicas de exercícios para melhorar o fluxo respiratório no dia a dia.

Abaixo duas dicas:

-  Trazendo mais atenção para a respiração: Combine o movimento automático da respiração com outro, que acontece mediante um comando consciente. Por exemplo, enquanto inspira levante o dedo indicador de uma das mãos. Ao expirar abaixe o dedo. Faça isso várias vezes.

-   Automassagem no diafragma (localizado acima do abdômen e abaixo das costelas): ao massagear essa região você estará ativando este que é o músculo responsável por 70% da mecânica inspiratória.
 
Outras dicas você encontrará diretamente no CD: Consciência Cinestésica da Respiração

Para adquiri-lo, escreva para: contato@corpoproativo.com.br

comente

leia também

receba novidades em seu e-mail

cadastrar

e-mail cadastrado com sucesso, obrigado!

sobre nós divulgue seu negócio desenvolvido por Julio Guimarães