Produtos e Serviços Profissionais Casas de Repouso

blog 60 mais ativa

Informação, dicas e novidades sobre o mundo da maturidade para você

Saúde
postado 24.10.2013 às 11:00 por Portal CR
Compartilhe

Exame de toque retal: preconceito ainda é o principal entrave

Exame de toque retal: preconceito ainda é o principal entrave
Para esclarecer a população sobre o câncer de próstata, o Instituto Lado a Lado pela Vida trouxe para o Brasil o Movimento Novembro Azul, já consolidado no exterior
Entre as doenças específicas do homem, uma das mais agressivas é o câncer de próstata, representando mais de 40% dos tumores que atingem o público masculino acima de 50 anos. São mais de 60 mil homens afetados todos os anos no Brasil. O maior problema é que a doença não apresenta sintomas nos estágios iniciais, quando seu índice de cura beira os 90% dos casos. Para o diagnóstico precoce, o exame de toque é imprescindível, já que de 10 a 20% dos casos não são apontados pelo exame de PSA no sangue.

No entanto, o preconceito em relação ao exame de toque ainda é um grande entrave. Embora os especialistas garantam que ele é simples, rápido e indolor, a maioria dos homens acredita que, além de desconfortável, o exame possa afetar a sua masculinidade e procura o médico quando a doença já está em estágio avançado. “A ausência de sintomas não é garantia de que não há problemas. Por este motivo, os exames preventivos são muito importantes”, diz a presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida Marlene Oliveira.

Para tentar resolver esse problema, o Instituto Lado a Lado pela Vida criou o Movimento Novembro Azul, que tem o objetivo de esclarecer a população sobre o câncer de próstata e a importância da realização dos exames preventivos como o toque retal e o PSA (antígeno prostático específico), pelos quais a doença será detectada precocemente. A primeira edição aconteceu no ano passado e volta em 2013 com ações em várias cidades brasileiras.

O Novembro Azul foi criado aos moldes do Outubro Rosa, campanha que tem por objetivo combater o câncer de mama entre as mulheres, e é celebrado durante o mês mundial de combate ao câncer de próstata. O Movimento faz parte da campanha “Um Toque, Um Drible”, que busca promover uma mudança de paradigmas em relação à ida do homem ao especialista e à realização do exame de toque.

 “A campanha tem sido referência na missão de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e procurar o médico com mais frequência. Os homens são mais resistentes à ideia de ir regularmente ao urologista e, por isso, acabam descobrindo a doença em estágio já avançado”, diz Marlene Oliveira, presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida. 

Saiba qual é o impacto provocado pela doença e pelo tratamento na vida dos homens:

- Alteração na qualidade de vida e da sexualidade
- ações físicas
- Diminuição da capacidade de ereção, cansaço, fadiga
- Sofrimento emocional com a retirada dos testículos
- Crise de identidade ao confundir masculinidade com desempenho sexual

Confira as ações programas para o Novembro Azul/2013

- Iluminação azul de pontos turísticos de Salvador (BA)
- 10/11: Distribuição de folhetos na Arena Fonte Nova (BA)
- Distribuição de folhetos e cadarço azul no Shopping Barra Bahia (BA)
- Iluminação azul da Esplanada dos Ministérios (DF)
- Distribuição de folhetos informativos no DF
- Iluminação azul da fachada do Museu do Futebol (SP)
- 16 e 17/11: Palestra no auditório do Museu do Futebol sobre Câncer de Próstata
- Mutirão da Saúde com a Liga Norte-Riograndense Contra o Câncer (RN)
- Feira da Saúde com a População de Mossoró (RN)
- Iluminação azul da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC)
- Distribuição de 250 folhetos para os funcionários da Rede Record de Televisão em Porto Alegre (RS)
- Caminhada e iluminação azul da prefeitura de Santana de Parnaíba (SP)
- Iluminação azul e panfletagem no Hospital Unimed, de Chapecó (SC)
- Panfletagem no Urocentro, de Parnaíba (PI)
- Panfletagem na Faculdade CERES, de São José do Rio Preto (SP)
- Ação na Prefeitura e na Câmara de Vereadores de Capivari (SP)
- Panfletagem na Santa Casa de Limeira (SP)
- Ação coam a Saúde da Família em Piripiri (PI)
- Ação nas Unidades de Saúde da família, em João Pessoa (PB)
- Ação na UROCOOP - Cooperativa de Urologista do Rio Grande do Norte, em Natal (RN)

Sobre o Instituto Lado a Lado pela Vida
O Instituto Lado a Lado pela Vida é uma instituição brasileira sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), idealizada em 2008 com sede na cidade de São Paulo.
Sua missão é levar ao cidadão leigo conhecimento sobre a saúde em diversas esferas: informação, apoio, conscientização, prevenção, inclusão social, quebra de paradigmas e preconceitos, sempre com foco na humanização da saúde, a fim de promover informação de qualidade, reflexão, debate e todo e qualquer tipo de prática que objetive o bem-estar.

As ações são desenvolvidas em espaços abertos (áreas de grande circulação pública) e fechados (empresas, hospitais, entre outros), além de contextos urbanos e rurais, e possuem abrangência local e nacional. São utilizados diferentes meios de comunicação e de sensibilização do público-alvo, como materiais informativos próprios, recursos lúdicos e artísticos, oficinas, portais eletrônicos, mídias sociais, sites e blogs.

Fonte – Marlene Oliveira, presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida. 
comente

leia também

receba novidades em seu e-mail

cadastrar

e-mail cadastrado com sucesso, obrigado!

sobre nós divulgue seu negócio desenvolvido por Julio Guimarães