Produtos e Serviços Profissionais Casas de Repouso

blog 60 mais ativa

Informação, dicas e novidades sobre o mundo da maturidade para você

Saúde
postado 06.12.2013 às 10:00 por Portal CR
Compartilhe

Alimentos contaminados podem estragar festas de fim de ano

Alimentos contaminados podem estragar festas de fim de ano Casos de indigestão alimentar no Natal e no Réveillon são mais comuns do que se imagina. Conheça dicas simples para evitar o problema

Festas de fim de ano nunca estão completas sem uma mesa farta. Peru, pernil, leitão, farofa e maionese são exemplos de pratos que não costumam faltar nestas comemorações. O problema é que, em muitos casos, as ceias de Natal e Ano Novo se estendem madrugada afora – não raro até a manhã seguinte. Assim, os alimentos ficam durante horas sobre a mesa, em temperatura ambiente, totalmente desprotegidos. Com o calor típico desta época, bactérias e outros microrganismos também fazem a festa. Eles se multiplicam rapidamente, podendo tornar indigestos até pratos preparados com rígido controle de higiene. Quem tiver a infelicidade de consumir um alimento contaminado certamente vai passar o Natal ou o Réveillon de forma bem diferente da planejada.

Mas isso tudo pode ser evitado com alguns cuidados básicos.

Quem for encomendar o pernil, leitão ou qualquer outro assado a terceiros (bufê, padaria, rotisseria etc) deve combinar o horário da retirada do prato. O correto é levá-lo para casa ainda quente, recém-saído do forno. Ou seja, nada de levar para casa o assado depois que ele ficou mais de duas horas à temperatura ambiente, à sua espera, diz o biomédico Roberto Martins Figueiredo, popularmente conhecido como Dr. Bactéria.

Ao chegar em casa com o assado, prossegue o especialista, o correto é colocá-lo na geladeira, a uma temperatura entre 4º e 5º C. Antes de servir o alimento, reaqueça-o a mais de 75º C. É necessário calcular um intervalo de no máximo meia hora entre a entrada triunfal do prato na sala de jantar e o início da refeição, ensina Dr. Bactéria.

No final da refeição, quando todo mundo acabou de se servir, não se deve deixar os alimentos sobre a mesa. Eles devem ser colocados na geladeira, descobertos. Duas horas depois, já podem ser tampados. Quanto às sobras, se for utilizá-las no dia seguinte, reaqueça-as a mais de 75º C e sirva em seguida. Se as sobras forem consumidas depois de 4 ou 5 dias, é necessário congelá-las. Coloque-as em sacos plásticos próprios para freezer, tomando o cuidado de eliminar o ar de dentro e etiquetar com o nome do produto, a data de congelamento e a data de validade.  “Mas lembre-se. O que sobrar desta vez deve ira para o lixo”, conclui Dr. Bactéria.  

Mais sobre o Dr. Bactéria

Pseudônimo do biomédico Roberto Martins Figueiredo, Dr. Bactéria é um personagem midiático ímpar no Brasil – e talvez até no mundo. Apropriando-se do que ele mesmo define como “dona de casês”, isto é, uma linguagem simples, clara e objetiva, que pode ser facilmente entendida por leigos e também por profissionais e estudantes da área, Dr Bactéria difunde informações técnicas e de interesse público na mídia de todo o país, prestando um serviço importante para a promoção da saúde e do bem-estar de muitos brasileiros. Além de assinar diversos artigos em veículos de comunicação impressos e digitais, o biomédico já escreveu cinco livros e colabora regularmente com reportagens de jornais, revistas, sites, rádios e TVs de todo o Brasil. Formado em biomedicina, com especialização em saúde pública e marketing, pela FGV; e em engenharia da qualidade, controle de processos e auditorias da qualidade, pela POLI-USP, Roberto Figueiredo protagonizou a campanha do Ministério da Saúde de prevenção da gripe suína. Seus livros são: “Xô, Bactéria! – Tire suas Dúvidas com Dr. Bactéria”, “Programa de redução de patógenos”, “Como não comer fungos, bactérias e outros bichos que fazem mal”, “Armadilhas de uma cozinha” e “Dr Bactéria – Um guia para passar a vida a limpo”.
comente

leia também

receba novidades em seu e-mail

cadastrar

e-mail cadastrado com sucesso, obrigado!

sobre nós divulgue seu negócio desenvolvido por Julio Guimarães