Produtos e Serviços Profissionais Casas de Repouso

blog 60 mais ativa

Informação, dicas e novidades sobre o mundo da maturidade para você

Saúde
postado 14.02.2014 às 12:00 por Portal CR
Compartilhe

Prótese de joelho traz vida nova a pacientes

Prótese de joelho traz vida nova a pacientes
Procura por esse tipo de cirurgia, que melhora a dor e a mobilidade, cresce devido ao aumento da expectativa de vida

O aumento da expectativa de vida da população associado à demanda crescente por melhoria da qualidade de vida tem levado a um número cada vez maior de pacientes submetidos à Artroplastia Total do Joelho (ATJ), que é a substituição da articulação do joelho, desgastada pela artrose, por uma prótese metálica. Classificada como uma das mais importantes cirurgias da atualidade, ela trouxe uma grande revolução pelo impacto positivo na melhora da dor e da função e na recuperação do bem-estar dos pacientes.

No Brasil, são realizadas cerca de 80 mil cirurgias desse tipo a cada ano, número que só vem crescendo. A ATJ é indicada nos casos de artrose avançada do joelho após a falha de todos os outros tratamentos disponíveis para esta doença. O que orienta sua indicação são a dor de forte intensidade, inclusive em repouso, a incapacidade do paciente em andar e realizar as tarefas da vida diária e a deformidade nas pernas.

"Assim como nos países desenvolvidos, a parcela mais idosa da população brasileira está aumentando à medida que ampliamos nossa expectativa de vida. Com isso, o número de doenças relacionadas à idade também cresce naturalmente, com destaque para a artrose dos joelhos, que é o desgaste da articulação", explica o ortopedista Wilson Mello, líder da Clínica de Ortopedia e Medicina Esportiva do Instituto Wilson Mello, de Campinas.

De acordo com Dr. Mello, um dos mais conceituados cirurgiões do joelho do país, não existe e de idade para a cirurgia de prótese. O risco cirúrgico é estimado em conjunto com o profissional anestesista levando-se em consideração as condições de saúde do paciente, independentemente da idade cronológica. "Por ser uma cirurgia programada, ela só deve ser realizada sob condições ideais, para que o paciente seja submetido ao procedimento com segurança", explica.

Mais comum em mulheres

A ATJ é uma cirurgia mais comum entre as mulheres, com idade acima dos 60 anos, exatamente porque a artrose de joelhos é mais frequente no sexo feminino. A deficiência do hormônio estrógeno provocada pela menopausa é o que contribui para aumentar a artrose entre as mulheres, além de outros fatores provavelmente envolvidos, como a menor força muscular.

A corretora de imóveis Marlene Nogueira Ramos Panicali, de 72 anos, passou por uma cirurgia de prótese no joelho direito há 3 anos e está se preparando para operar o esquerdo. Ela trabalha, dirige, faz musculação três vezes por semana e acha importante corrigir o problema do outro joelho. "Antes de operar, tinha muito receio, como todo mundo, mas depois percebi que foi a melhor escolha. A dor, as ações de movimento, tudo melhorou. Minha família e amigos sentiram a diferença até na minha postura e na forma de eu caminhar", comenta.
 
Volta às atividades normais

Segundo o ortopedista Dr. Gustavo Constantino Campos, coordenador do programa de Tratamento Integral e Individualizado da Artrose (TiiA) do Instituto Wilson Mello, a volta às atividades normais tem  grande variabilidade de pessoa para pessoa. "Além do corpo humano responder a uma intervenção de formas diferentes, a artrose não é a mesma em todas as pessoas. Em geral, porém, o paciente já sai andando do hospital, e provavelmente dentro de poucos meses voltará às atividades normais", declara.

Pacientes candidatos à ATJ:
-  apresentam grave destruição do joelho por artrose;
-  sentem dores de forte intensidade;
-  sentem dores constantes ou que dificultam o caminhar;
-  apresentam ação do movimento do joelho;
-  possuem deformidades nas pernas associadas à artrose;
-  notaram redução da qualidade de vida;
-  os sintomas não melhoram com o tratamento conservador.

Resultados esperados da ATJ:
-  alívio das dores;
-  melhora da qualidade de vida;
-  melhora da função e da movimentação do joelho;
-  manutenção de bons resultados por longo período;
-  correção das deformidades da perna;
-  melhora da autoestima e do humor.
comente

leia também

receba novidades em seu e-mail

cadastrar

e-mail cadastrado com sucesso, obrigado!

sobre nós divulgue seu negócio desenvolvido por Julio Guimarães