Produtos e Serviços Profissionais Casas de Repouso

blog 60 mais ativa

Informação, dicas e novidades sobre o mundo da maturidade para você

Saúde
postado 30.03.2015 às 20:00 por Portal CR
Compartilhe

A audição, suas deficiências e como agir diante delas

A audição, suas deficiências e como agir diante delas Você sabia que o ouvido humano é um órgão altamente sensível que nos capacita a perceber e interpretar ondas sonoras em uma ampla gama de frequências (20 à 20.000 Hz)?
 
O ouvido tem um papel importante na comunicação e no equilíbrio do corpo e constitui-se de três partes principais:
- a Orelha Externa responsável por captar os sons vindos do ambiente,
- a Orelha Média onde se encontram os menores ossos do corpo humano que estão ligados à membrana timpânica e
- a Orelha Interna onde as informações que afetam o equilíbrio são processadas, assim como o som que também é transmitido para o cérebro, responsável por interpretar a audição.
 
A deficiência auditiva é a perda parcial ou total da audição. São inúmeras as causas da perda de audição, incluindo exposição prolongada a ruídos intensos, infecções, envelhecimento, genética entre outras causas que incluem defeitos de nascença, reações a medicamentos e diabetes.
 
“A perda auditiva é a falta de habilidade em perceber ou interpretar o som e pode variar desde a dificuldade em ouvir sons suaves ou entender a fala até a completa surdez”, informa Nathalia Zambotti, fonoaudióloga do Centro Auditivo Essenciale.
 
Os sintomas são muito característicos tais como dificuldade para escutar a televisão e telefone, dificuldade para entender conversas em reuniões familiares e de trabalho, além de outras situações rotineiras.
 
Comumente as pessoas portadoras de perda auditiva, desenvolvem formas para tentar ouvir melhor em situações difíceis, desde pedir aos outros que repitam as falas, aumentarem o volume da TV e chegam até a evitar reuniões sociais ou fingem entender a mensagem recebida.
 
“No mundo atual, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que pelo menos 800 milhões de pessoas sofram com a perda auditiva” alerta Thais.
 
Caso a perda auditiva identificada seja compatível com o uso de aparelhos auditivos, estes podem trazer inúmeros benefícios para sua audição, para a comunicação interpessoal, participação social, percepção do funcionamento mental e até mesmo em sua estabilidade emocional.
 
Sempre que observar qualquer possível alteração na sua audição, ou suspeitar de perda auditiva, procure um fonoaudiólogo!
 
Ouvir bem é também uma questão de saúde, física, mental e emocional!
 
Fonoaudióloga NathaliaZambotti
fono.perdizes@centroessenciale.com.br
Tel. (11) 3868-2280
comente

leia também

receba novidades em seu e-mail

cadastrar

e-mail cadastrado com sucesso, obrigado!

sobre nós divulgue seu negócio desenvolvido por Julio Guimarães